Apelo urgente para o fim do sofrimento sírio

Apelo urgente para o fim do sofrimento sírio

GENEBRA, 30 de janeiro de 2016 (ACNUR/CPR) - Começaram esta sexta-feira, dia 29, as negociações de paz. De acordo com a resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas, deverá tratar-se de um processo político liderado pela Síria, com mediação da ONU, com vista a estabelecer, dentro de seis meses, "uma governação credível, inclusiva e não-sectária", definin­do-se um cronograma para a elaboração de uma nova Constituição, com eleições livres e justas a serem realizadas no prazo de 18 meses, sob a supervisão da ONU. Todos os sírios, incluindo os membros da diáspora, deverão ter direito ao voto.
Grandi: “Ninguém fica para trás” porque muito poucos grupos de pessoas são tão vulneráveis quanto os refugiados

Grandi: “Ninguém fica para trás” porque muito poucos grupos de pessoas são tão vulneráveis quanto os refugiados

GENEBRA, 29 de janeiro de 2016 (ACNUR/CPR) - Filippo Grandi, o novo Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, fala sobre as prioridades do ACNUR e porque é que esta causa merece todo o empenho pessoal. O número de pessoas deslocadas abrangidas pelo mandato do ACNUR é agora superior a 60 milhões, a que há que somar mais 10 milhões de apátridas.
Ministros do Interior e da Justiça da UE discutem crise de refugiados

Ministros do Interior e da Justiça da UE discutem crise de refugiados

AMESTERDÃO, 25 de janeiro de 2016 (CPR/LUSA) - Constança Urbano de Sousa, Ministra da Administração Interna, que participa na reunião informal de ministros do Interior e da Justiça da União Europeia, a decorrer em Amesterdão, na Holanda, ao ser entrevistada pela Lusa, constatou que o facto de "o sistema de recolocação não estar visivelmente a funcionar não é uma responsabilidade dos Estados que se disponibilizaram para acolher refugia­dos, como é o caso de Portugal".
Há necessidade de soluções para conter a crise global de refugiados, diz Grandi

Há necessidade de soluções para conter a crise global de refugiados, diz Grandi

GENEBRA, 11 de janeiro de 2016 (ACNUR) - Com um número recorde de refugiados e pessoas deslocadas no mundo, o novo Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi, apelou para que haja mais esforços diplomáticos na procura de soluções para os conflitos e abusos dos direitos fundamentais que levam as pessoas a abandonar as suas casas. "O ACNUR está a navegar em águas extraordinariamente difíceis", afirmou Grandi na sua primeira conferência de imprensa após a tomada de posse no início do ano.
“Refugiado” é a Palavra do Ano 2015

“Refugiado” é a Palavra do Ano 2015

LISBOA, 4 de janeiro de 2016 - "Refugiado" em primeiro, "Terrorismo" em segundo e "Acolhimento" em terceiro lugar, estas foram as palavras eleitas por 20 mil portugueses para definir 2015 na sétima edição da Palavra do Ano, conforme anunciado pela Porto Editora, esta segunda-feira, na Biblio­teca Municipal José Saramago, em Loures. As três palavras estiveram omni­pre­sentes em 2015.